frete grátis para todo o Brasil em compras acima de R$450

Você já ouviu falar da Geração Beat?

O nome da Beatnik é inspirado na geração Beat que deu origem ao movimento de contracultura norte-americano que surgiu no final dos anos 1950 e come...
Você já ouviu falar da Geração Beat?

O nome da Beatnik é inspirado na geração Beat que deu origem ao movimento de contracultura norte-americano que surgiu no final dos anos 1950 e começo da década de 1960. 

 Allen Ginsberg, Gregory Corso, e Barney Rosset - Washington Square Park, New York City, USA 1957. (Burt Glinn/Magnum Photos)

Logo depois do fim da Segunda Guerra, a sociedade passava por um expansão no estilo conhecido como American way of life, com uma pegada consumista e a retomada de valores conservadores. 

O nome dessa geração nasceu em uma conversa entre os escritores Jack Kerouac e Allen Ginsberg. 

O movimento cultural, artístico e social independente se estabeleceu como símbolo de resistência ao consumismo, à ordem e às convenções que existiam na época. Foi uma maneira de artistas se expressarem com liberdade e contarem sua visão do mundo e suas histórias. 

 (Nat Farbman/The LIFE Picture Collection/Getty Images)

Os jovens da época, insatisfeitos com a retomada dos ideais conservadores, foram buscar respostas e inspiração em Nietzsche, Dostoiévski, em poetas franceses como Baudelaire e Rimbaud, no som do jazz bebop e em escritores como Henry Miller.

Em meio a essa rebeldia, surgiram os três expoentes mais conhecidos do movimento Beatnik: Jack Kerouac, Allen Ginsberg e William Burroughs.

Entre as obras principais produzidas por eles, estão: “On the road”, de Jack Kerouac; “Howl”, de Allen Ginsberg, e “Naked Lunch”, de William Burroughs.

 

 Jack Kerouac, 1953 (Allen Ginsberg)

Beatniks e a música

Antes mesmo de influenciar a música, o movimento Beat já era influenciado por ela. Quase todos os membros da geração Beat gostavam do som do Jazz Bebop, que era instrumental, com improvisos e muito experimental.

A escrita da Geração Beat possui ritmo semelhante e tem diversas referências a artistas como Miles Davis, principalmente quando se trata da obra de Kerouac. 

O posicionamento de resistência fez da geração um símbolo para a contracultura, que serviu de referência para outros movimentos culturais e musicais nas décadas seguintes, desde os hippies, punks até o indie. Influenciando artistas como Bob Dylan, Mick Jagger, Joni Mitchell, Patti Smith, entre outros. 

Michael McClure, Bob Dylan e Allen Ginsberg. (Larry Keenan)

-

 

Tudo passou a ser questionado, sempre tendo o jovem como protagonista, reforçando a busca pela imprevisibilidade, liberdade e aventura. 


Curtiu conhecer um pouco mais sobre o movimento Beatnik? Sempre estamos buscando novas inspirações, sem esquecer nossas raízes e das principais obras que nos fazem criar essas mochilas que vocês levam em suas viagens. 


E quando for planejar sua próxima viagem, não esqueça de conhecer nossas mochilas e acessórios de viagem aqui

 

-

Referência: A relação da literatura Beatnik com a música de Contracultura, de Sávio Augusto Lopes da Silva Júnior.

Pesquise no nosso site

Carrinho

Seu carrinho está vazio no momento.